Buscar
  • Pajubá Festival de Cinema LGBTI do Rio de Janeiro

Um festival para celebrar a diversidade sexual no Brasil: conheça a missão do Pajubá



Somos o país que mais mata LGBTI+ no mundo. Em 2019, foram 329 mortes violentas no Brasil. Segundo dados do Grupo Gay Bahia, o Rio de Janeiro ficou entre os 3 estados com maior número de assassinatos de LGBTI+ no país. Trazer visibilidade para essa população através de histórias que nos humanizam e nos potencializam pode ajudar a mudar esse quadro. Criando representações que quebrem os estigmas negativos presentes na nossa sociedade, podemos pensar em uma cidadania mais inclusiva para as minorias sexuais. Foi entendo a necessidade de mais espaços de representatividade que o Pajubá - Festival de Cinema LGBTI+ do Rio de Janeiro foi criado.


A inspiração do projeto nasce a partir do “pajubá” que é uma expressão que define o vocabulário criado pela comunidade LGBTI+ no período da ditadura militar como forma de enfrentar a repressão policial e se proteger da LGBTfobia através de códigos sociais só entendidos por aqueles inseridos naquele contexto de marginalidade. Sendo uma forma de afirmação identitária coletiva, o pajubá é o caldo cultural da cultura LGBTI+ brasileira. Ao se levar em conta a capacidade de grupos excluídos socialmente criarem uma linguagem e cultura própria, o festival se propõe a ser um espaço de reflexão, conhecimento e celebração da cultura LGBTI+ através da linguagem audiovisual, espaço historicamente negado a representações das minorias sexuais, muitas vezes retratados com base em estereótipos negativos e caricatos.


O Pajubá entende o audiovisual como ferramenta de visibilidade de narrativas dissidentes. Nosso diferencial é abordar a construção cultural da população LGBTI+ em conexão intrínseca com a cultura brasileira. Seria a cultura LGBTI+ a própria cultura brasileira? O objeto de nossa proposta procura responder a essa premissa. No Pajubá, o foco está em se debruçar sobre as vivências, narrativas e estéticas que fazem parte desse grupo, potencializando as capacidades criativas de realizadores LGBTI+, enquanto criadores e técnicos.


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo